segunda-feira, 21 de maio de 2018

RELEMBRAR II.

Aqui vai o resto das fotos...



Desfile em Lourenço Marques

Sargento Carvalhito









Termino por hoje. Agora vou estar alguns dias ausente do nosso blog. Um grande abraço para todos e até breve.

                                                                    SANTA

quinta-feira, 17 de maio de 2018

RELEMBRAR...

Depois das imagens apresentadas pelo Soares cabe-me agora relembrar com algumas fotos o nosso passado lá pelas "bandas" da guerra. É sempre bom ver como era-mos jovens naquela altura! Nada nos metia "medo". Digo eu...´ A primeira foto, mostra o nosso camarada que cedeu as mesmas.








                                                     Todas elas tiradas em LIONE.
                                                                                                                       (continua)

   Do Santa com um abraço para todos.

domingo, 13 de maio de 2018

Imagens do CINQUENTENÁRIO - 5 (último)



Após a sobremesa e o café, era a ocasião de cantar os parabéns à aniversariante, a cinquentenária BRIOSA (não sei se a história deste nome já terá sido contada no BLOG...).  Na ausência forçada do nosso Comandante, coube ao segundo (hierarquia "oblige"), o ex-comandante do 1º. GC, Vítor Meira, apagar as velinhas do Bolo, ao som da habitual cantiga, com desafinação q. b., como se pode ouvir: 




  Repartido pelos convivas, foi devidamente regado pelo espumante da praxe, e houve ainda oportunidade para acompanharmos o Vieira Rodrigues no Hino da Briosa, na presença do autor da letra, o Vítor Meira, que a afirma tê-la composto quando estava a arder em febre num ataque de malária que sofreu em Moçambique! (febre inspiradora!!!)










A juventude marcou presença e alegrou o ambiente!




E assim terminou em beleza mais um convívio anual: até o tempo se portou bem,cada um rumou a sua casa pensando já na reunião do próximo ano, que será para os lados do Sul.

Uma palavra de apreço ao pessoal e Gerência da Patinhos Eventos pela simpatia e bom serviço (não ouvi ninguém reclamar do rancho...)

Ao Fernando Santa (e à Família) um grande louvor pelo seu empenho em juntar a "malta" e manter os ficheiros organizados, e pelas tantas vezes que organizou os Convívios com agrado geral. 

E parabéns a  todos nós que pudemos comparecer!


Manuel Soares


Começou aqui

sábado, 12 de maio de 2018

Imagens do CINQUENTENÁRIO - 4

O tempo foi passando com geral satisfação, nota-se nos rostos a alegria das pessoas, a azáfama dos talheres tendo dado lugar à descontracção das conversas, os pratos e os copos em displicente desalinho, cumprida a sua missão retemperadora das forças e do ânimo dos convivas... 









Entretanto chegou a hora mais solene: o Fernando Santa, nosso anfitrião, como vem sendo hábito e com com a costumada mestria, expôs os motivos da nossa reunião, frizou a circunstância de estarmos a comemorar meio século, lembrou os camaradas que não puderam estar connosco por motivo de doença, resumiu, com muita sensibilidade, a nossa história e lamentou a pouca atenção dada aos diminuidos. Com especial carinho foi sentida a falta do nosso querido Comandante sr. António A. Amado, que faz sempre questão de estar presente nos convívios. Aliás teve a amabilidade de me telefonar para nos saudar a todos. Esperamos que no próximo ano o possamos ter connosco, bem como ao Manuel Magalhães, o autor dos únicos documentários filmados das nossas "aventuras" em terras africanas, exibidas durante o almoço, que muito lentamente vai recuperando a sua saúde. A ambos, e a todos os outros, desejamos rápidas melhoras.
A terminar, o orador lembrou, nominalmente, todos os companheiros (de que há notícia) que já nos deixaram, incluindo os nove que pereceram ao serviço da Pátria. Por todos eles, comovidamente, foi respeitado um minuto de silêncio.

A seguir, a reportagem possível:







quarta-feira, 9 de maio de 2018

OUTROS ÂNGULOS DO CINQUENTENÁRIO DA 2415...

Ora aqui vão...












(CONTINUA)

Um abraço. SANTA

Imagens do CINQUENTENÁRIO - 3

 Já cansados de estar de pé, não reclamámos quando nos transferiram para a sala de jantar, onde pusemos os pés debaixo da mesa. Entretanto iam sendo exibidas as filmagens que o Manuel Magalhães (infelizmente ausente por doença) fez em Moçambique, visionadas com agrado pelos protagonistas.